ENTREVISTA: ANDRÉ AZEVEDO RELATA DESAFIOS DO SEU PRIMEIRO RALLY PARIS-DAKAR EM 1988 DE YAMAHA XT 600

Em 1988 o Rally Paris-Dakar era desconhecido dos brasileiros. As poucas pessoas que conheciam o evento o tratavam como o “Rali da Morte”, pois essa era a chamada da Rede Globo ao se referir ao desafio mais importante do calendário off-road mundial.

Com largada em Paris (França), a prova percorria o continente africano e terminava nas praias de Dakar, capital do Senegal. Centenas de pilotos a bordo de caminhões, carros e motos cruzavam a Argélia, Niger, Mali, Mauritânia e Senegal em um percurso de quase 13.000 km.

Entre os competidores estavam André Azevedo e Klever Kolberg que foram os primeiros brasileiros na prova. André e Klever competiram de Yamaha XT 600 na categoria Maratona, mas naquele ano não completaram o desafio.

Na entrevista, concedida ao jornalista Cicero Lima, o veterano André Azevedo, que acumula 25 participações no Rally Dakar, fala do frio, medo e os inúmeros desafios que enfrentou no seu primeiro Dakar.

Veja Também